Dia 27 de Março comemora-se o Dia Nacional do Dador de Sangue -40º ANIVERSARIO DA FEPODABES
2022, Jul 03
Federação
0
133

 

Ex.º Senhores dadores e dirigentes das Associações / Grupos e Núcleos de Dadores de Sangue

 

FEPODABES comemora Dia Nacional do Dador de Sangue com alerta para os desafios que enfrentam os dadores e as suas associações

No próximo dia 27 de Março comemora-se o Dia Nacional do Dador de Sangue

Esta data corresponde também à da fundação da Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue, que festeja o seu 40ª Aniversario. 

Comemora-se no próximo dia 27 de Março, o Dia Nacional do Dador de Sangue. Nesta data tão importante, a Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) agradece a todos os dadores de sangue das dádivas feitas ao longo do ano.

Igualmente se dirige uma palavra de agradecimento a todos os dinamizadores da dádiva de sangue, designadamente aos dirigentes das Associações / Grupos e Núcleos de Dadores de Sangue pelo seu trabalho, dedicação e esforço. O ato de dar sangue não deve ser visto como uma obrigação, mas sim um ato de grande altruísmo que merece ser festejado. Assim, o Dia Nacional do Dador de Sangue é um dia em que devemos homenagear todos aqueles que, com a sua dádiva, contribuem para que seja possível salvar mais vidas.

 

Este ano estas comemorações tem um simbolismo especial, porque ao fim de dois anos de interregno das comemorações devido à pandemia, retomam-se as comemorações do Dia Nacional do Dador de Sangue. É mais que justo homenagear um grupo de pessoas muito especial que, conjuntamente com os profissionais de saúde, esteve também na linha da frente: os dadores de sangue e dinamizadores da dádiva de sangue.

Como entidade que representa 84 associações locais de dadores de sangue, a FEPODABES ambiciona um movimento unido em torno da auto-suficiência do sangue e de uma resposta positiva nos momentos mais difíceis. É possível compatibilizar esses objectivos e continuar a ter uma dádiva de sangue segura, cumprindo escrupulosamente as normas e directivas nacionais e europeias.

 

Quando há 40 anos a FEPODABES foi fundada, os desafios eram terminar com a dádiva de sangue dirigida e renumerada (tornando-a completamente benévola), o aproveitamento total da dádiva de sangue (através do aproveitamento total do plasma) e a não discriminação na dádiva de sangue devido à orientação sexual dos dadores. Após quatro décadas, hoje os desafios são outros, hoje lutamos pelo reconhecimento e fortalecimento do papel do Dador de Sangue e do papel das Associações /Grupos e Núcleos de Dadores de Sangue, as quais asseguram tarefas e missões que as próprias entidades estatais, que têm competência nesta área, não conseguem assegurar.

 

No que toca ao papel do Dador de Sangue, é importante que o 27 de Março não se resumo a apenas um dia, mas sim estender esse espírito a todos os outros dias do ano. E isso passar por dizer um obrigado permanente, que se traduza numa capacidade de resposta para fazer colheitas de sangue em todo o país, o direito a isenção das taxas moderadoras, o direito à dispensa laboral sem perda de direitos no dia da dádiva e no acesso mais rápido no atendimento no Serviço Nacional de Saúde.

 

Quanto às Associações /Grupos e Núcleos de Dadores de Sangue têm tido o papel fulcral de assegurar funções que o próprio Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) não consegue garantir. Através da promoção, da sensibilização e de assegurar locais para as colheitas de sangue, estas entidades são fundamentais para mobilizar os cidadãos para a dádiva benévola de sangue.

É urgente que sejam criadas condições para melhorar o desempenho das mesmas, seja ao nível do apoio financeiro, seja ao nível da criação de um Programa Estratégico Nacional para a Dádiva de Sangue.Este Programa deverá ser ter com o envolvimento do IPST, dos Hospitais e dos representantes dos dadores, para que seja possível discutir e apresentar ideias para um estratégia única nacional, algo que muita falta faz ao país nesta área.

 

A FEPODABES é uma instituição sem fins lucrativos que tem como objectivo desenvolver uma actividade no âmbito da solidariedade social e humanitária no campo da dádiva benévola do sangue, promovendo a difusão da dádiva junto da população. A FEPODABES tem ainda como objectivo cooperar com o Estado em tudo o que está relacionado e com a temática da dádiva benévola de sangue, representados os seus filiados junto dos Serviços Públicos nos assuntos comuns e da sua competência específica.

 

Muito Obrigado a todos ,

 

Com os melhores Cumprimentos

 

Ao Vosso Dispor

 

O Presidente da Direcção da FEPODABES

 

Alberto Manuel Gonçalves Mota